Caminhos e vivências de investigação acerca da saúde da população LGBT em uma capital do nordeste brasileiro

Autores

  • Breno de Oliveira Ferreira Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Fábio Solon Tajra Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Zaira Arthemisa Mesquita Araújo Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Edson Oliveira Pereira Universidade de Brasília (UnB)
  • Flávia Rachel Nogueira de Negreiros Freitas Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • José Ivo dos Santos Pedrosa Universidade Federal do Piauí (UFPI)

DOI:

https://doi.org/10.18569/tempus.v11i1.1855

Palavras-chave:

Sistema Único de Saúde, Sexualidade, Equidade em saúde.

Resumo

O preconceito por motivos de orientação sexual e por identidade de gênero incide na determinação social da saúde ao desenvolver processos de adoecimento e sofrimento decorrentes do estigma social reservado à população de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis (LGBT) na Saúde Coletiva. Diante disso, esse trabalho trata-se de um relato de experiência que buscou analisar a condução de uma pesquisa nacional que investigou o acesso e a qualidade da atenção integral à saúde da população de LGBT no Sistema Único de Saúde (SUS). O recorte abrange vivências e reflexões dessa produção em Teresina, Piauí. Aliado a isso, foi ressaltada a necessidade de possibilitar a reflexão sobre as atividades desenvolvidas a fim de compreender as fortalezas, fraquezas, oportunidades e ameaças na execução da pesquisa, e os resultados obtidos por meio desta análise possibilitaram uma visão detalhada da percepção dos pesquisadores sobre o processo de investigação.

Biografia do Autor

Breno de Oliveira Ferreira, Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Psicólogo; mestre em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e doutorando em Saúde, Ambiente e Sociedade (Fiocruz).

Fábio Solon Tajra, Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Cirurgião-dentista; docente; doutor em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

Zaira Arthemisa Mesquita Araújo, Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Psicóloga; mestra em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Piauí (UFPI).

Edson Oliveira Pereira, Universidade de Brasília (UnB)

Biólogo; mestre em Saúde Coletiva e doutorando em Ciências Farmacêuticas pela Universidade de Brasília (UnB).

Flávia Rachel Nogueira de Negreiros Freitas, Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Enfermeira; mestra em Ciências e Saúde pela Universidade Federal do Piauí (UFPI).

José Ivo dos Santos Pedrosa, Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Médico; docente; doutor em Saúde Coletiva pela Unicamp.

Referências

Foucault M. História da sexualidade I: a vontade de saber. 1988; 13.

Cardoso MR, Ferro LF. Saúde e População LGBT: Demandas e Especificidades em Questão. Psicologia: ciência e profissão; 2012; 32 (3): 552-563.

Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Combate à Discriminação. Brasil sem homofobia: programa de combate à violência e à discriminação contra LGBT e promoção da cidadania homossexual. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

Lionço T. Que Direito à Saúde para a População GLBT? Consi¬derando Direitos Humanos, Sexuais e Reprodutivos em Busca da Integralidade e da Equidade. Saúde e Sociedade; 2008; 17 (2):11-21.

Valadão RC, Gomes R. A homossexualidade feminina no campo da saúde: da invisibilidade à violência. PHYSIS – Revista de Saúde Coletiva, 2011; 21 (4): 1451-1467.

Cerqueira-Santos et al. Percepção de Usuários Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros, Transexuais e Travestis do Sistema Único de Saúde. Revista Interamericana de Psicologia, 2010; 44 (2):235-245.

Brasil. Política nacional de saúde integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais. Brasília: Ministério da Saúde, 2013.

Soares S, Ferraz AF. Grupos operativos de aprendizagem nos serviços de saúde: sistematização de fundamentos e metodologias, Escola Anna Nery; 2007; v.11(1): 52-57.

Barboza R, Rocha ATS. O direito e o acesso à saúde de gays e homens que fazem sexo com homens: um olhar sobre o VIII Congresso Brasileiro de Prevenção das DST e Aids e I Congresso Brasileiro das Hepatites Virais. BIS, Bol. Inst. Saúde (Impr.), 2011; 13(2):100-110.

Publicado

2017-11-13

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)