Formulação de uma Política de Assistência Farmacêutica: a experiência de Goiás

Autores

  • Janeth de Oliveira Silva Naves

Resumo

A elaboração de uma política e a existência de um instrumento escrito de planejamento construído de forma participativa, são importantes ferramentas para administradores de sistemas e serviços de saúde que aumentam a eficiência do sistema e criam um compromisso com a sua execução. Considerando que os medicamentos são insumos estratégicos para a atenção à saúde, as políticas de Assistência Farmacêutica, como parte das políticas de saúde, são instrumentos prioritários. Uma Política de Assistência Farmacêutica é um guia para as ações do setor farmacêutico, e expressa a médio e longo prazo as diretrizes e os propósitos do governo para esse setor, além de identificar as estratégias para alcançá-los. É um compromisso formal dos governantes com as aspirações, valores e intenções estabelecidos no processo de discussão e formulação. Em 2006 foi editada a Política de Assistência Farmacêutica Integrada para o Estado de Goiás, após amplo processo de discussão que resultou não apenas na formulação de um documento, mas acima de tudo, na mudança de visão sobre a abrangência e a importância da Assistência Farmacêutica e da necessidade de planejamento para que ela contribua significativamente para a efetividade das ações de saúde.

Biografia do Autor

Janeth de Oliveira Silva Naves

Professora adjunta do Curso de Farmácia da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (UnB).

Downloads

Publicado

2010-06-24

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS